Join for 20203 DE MAIO

RELEMBRE OS MELHORES MOMENTOS DA WINGS FOR LIFE WORLD RUN 2016

12/06/16

Relembre os melhores momentos da Wings for Life World Run 2016

Em Brasília, o britânico Thomas Payn e a curitibana Letícia Saltori venceram a prova.

 

Mais de 130 mil pessoas de 203 nacionalidades diferentes participaram da última edição da Wings For Life World Run. Como todos os anos, ela aconteceu em maio, mas nós já estamos com saudade da maior e mais animada corrida de rua do mundo! Antes de calçar os tênis e começar a treinar para a prova do ano que vem, vamos relembrar os melhores momentos da edição de 2016.

O brasiliense Flávio Guimarães liderou a prova globalmente durante mais de uma hora, mas perdeu a liderança mundial por volta do quilômetro 20. Depois foi, ainda, ultrapassado pelo britânico Thomas Payn, que foi campeão da Wings For Life World Run no Reino Unido em 2015 e escolheu correr no Brasil este ano.

A disputa acirrada pelo título passou a ser entre Payn e o brasiliense Kenny Sousa, que ficaram lado a lado até os últimos metros. Kenny chegou a liderar a prova, mas o britânico conseguiu ultrapassá-lo pouco antes do Catcher Car alcançá-los. Haja coração!

 

“Eu não esperava correr tanto. Minha meta era parar nos 40 km, mas fui indo, e a torcida me deu muita força. Acabei disputando o título até o fim. Mas tive a estratégia errada de acelerar no momento errado, e aí o Thomas me passou depois”, comentou Kenny, que completou 56.38 km.

 

Com isso, Thomas Payn levou mais um título de campeão da Wings For Life World Run. Qual país será que ele vai escolher correr no ano que vem? Vamos descobrir e te contamos.

 

“Foi incrível, mas muito, muito difícil. Fiquei muito feliz com a vitória, especialmente porque foi uma corrida muito disputada e muito difícil para mim”, disse Payn, que correu 56.52 km.

 

Entre as mulheres, a vencedora foi a curitibana Letícia Saltori, depois de completar 51.09 km.

 

“Fiquei muito emocionada. Nem eu acreditei que ia conseguir correr tanto. A causa foi o que me motivou. Achei que ia correr até 44 km, mas muita gente me incentivou pelo caminho”, contou Letícia.

 

Na categoria cadeirantes quem levou a melhor foi Antonio de Oliveira Rodrigues, que finalizou com 36 km.

 

“Fiquei muito feliz de ter participado de uma prova como essa e feliz com o meu resultado. Nunca imaginei que completaria essa distância, estou surpreso comigo mesmo. Com certeza vou correr no ano que vem. Pretendo fazer 40 km e me superar novamente”, afirmou Antonio.

 

Com um conceito inovador, a Wings For Life World Run dá a oportunidade para que qualquer pessoa corra, independentemente do nível de treinamento. Em 2016, mais de 30 cadeirantes se inscreveram na prova. Entre eles, dois brasilienses foram os campeões da prova. Além de Antonio, Adrielly de Jesus Rangel foi a vencedora feminina, com 17.64 km, e já está animada para o ano que vem.

 

“Eu gostei muito de participar dessa prova. Vou treinar para estar aqui de novo em 2017, bater minha meta e alcançar 25 km”, disse Adrielly.

 

E você, qual sua meta? Vamos correr juntos em busca da cura e conscientização sobre a lesão medular. Inscreva-se aqui e faça sua parte!

*As inscrições feitas até o dia 31 de Dezembro de 2016 tem o valor de R$110. A partir do dia 1º de Janeiro de 2017, passam para R$125. Garanta já a sua! 

Veja mais notícias

Parceiro local
Orla RioassimAudiLorealMaxMilhasHoteis Othon